Notícias

Oito empresas aderem ao segundo edital do PIAA

23/12/2021

O segundo edital do Programa de Incentivo aos Acessos Asfálticos (PIAA), referente ao ano de 2021, contou com 13 empresas cadastradas. Oito já foram aprovadas, somando mais de R$ 14 milhões em investimentos nas estradas do Rio Grande do Sul. O projeto de autoria do deputado Sérgio Turra (Progressistas) prevê a possibilidade de parcerias público-privadas (PPPs) para obras de pavimentação usando o valor do saldo devedor de ICMS.


No ano passado, outras seis empresas aderiram ao Programa, o que somou R$ 12 milhões em investimentos.


Para Turra, o PIAA foi uma alternativa viável e efetiva para resolver o problema da malha rodoviária do interior gaúcho. “A falta de infraestrutura era um assunto que se arrastava há anos. O PIAA mostra como a união do Estado com a iniciativa privada traz resultados efetivos para a população”, avaliou.


O secretário de Logística e Transportes (SELT), Juvir Costella, avalia o PIAA como uma possibilidade para estimular o desenvolvimento das regiões. “Além do abatimento do valor investido, o empresário terá como ganho uma obra que reduzirá o custo logístico de seu negócio, gerando mais empregos e renda".


A ideia também despertou interesse como modelo para estradas federais. Em junho de 2020, Turra apresentou o projeto para o Ministério da Infraestrutura e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) e Secretaria Nacional dos Transportes (SNTT).


Agora as empresas aguardam a liberação do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer/RS) e a assinatura dos convênios pela SELT para o início das obras.

 

Confira as oito empresas em tratativas

Tramontina - Garibaldi -  R$ 2.599.190,95

Fuga Couros - Camargo - R$ 369.198,07

COTRIJAL - Não Me Toque - R$ 1.911.935,84

Calçados Beira Rio - Vale Vêneto - R$ 5.001.651,40

Cooperativa Agrícola Mista Nova Palma (CAMNPAL) - Vale Vêneto - R$ 502.395,50


Compartilhe