Notícias

Cutelaria Artesanal Gaúcha é reconhecida como de relevante interesse cultural do Estado

13/05/2021

A arte da Cutelaria Artesanal Gaúcha foi oficialmente reconhecida como de relevante interesse cultural do Rio Grande do Sul. O projeto proposto pelo deputado Estadual Sérgio Turra (Progressistas), foi sancionado lei pelo governador, Eduardo Leite, em ato realizado nesta quinta-feira (13), na Assembleia Legislativa. O texto do PL ainda inclui a Feira Gaúcha da Faca Artesanal, organizada pela Associação Gaúcha de Cutelaria (AGC), no Calendário Oficial de Eventos do Estado. O parlamentar acompanhou a cerimonia por videoconferência de Brasília.  


Segundo Turra, o projeto faz parte de um conjunto de iniciativas com o objetivo de resgatar a cultura e a tradição do povo gaúcho. “A faca é um dos símbolos do Rio Grande de Sul, principalmente a Cutelaria Artesanal, que é uma arte que merece o nosso respeito e admiração. Como defensor da tradição gaúcha e dos esportes equestre na Assembleia Legislativa, considero justa a homenagem”, justificou.


Entende-se como Cutelaria Artesanal Gaúcha a produção de facas através do esforço e da habilidade artística manual, que expresse valores artísticos portadores de referência à identidade do povo do Rio Grande do Sul, sem auxilio de máquinas ou de produção em série. O deputado participou da solenidade de forma virtual, já que nesta semana cumpre agenda em Brasília.


De acordo com o parlamentar,  o projeto foi idealizado de forma conjunta com o Deputado Estadual Ernani Polo (Progressistas).


Na mesma solenidade, a Assembleia Legislativa repassou aos cofres do Estado cerca de R$ 7 milhões, para ajudar no programa de auxílio emergencial do Estado.

Foto: Sérgio Turra participou do ato de sanção de forma virtual, porque cumpre agenda em Brasília nesta semana.



Compartilhe