Notícias

AL aprova projeto que institui a Cutelaria Artesanal Gaúcha de Interesse Cultural

13/04/2021

Na tarde desta terça-feira, dia 13, a Assembleia Legislativa do Estado aprovou por unanimidade o projeto de lei de autoria do Deputado Estadual Sergio Turra (Progressistas), que reconhece a Cutelaria Artesanal Gaúcha, como de relevante interesse cultural do Rio Grande do Sul e inclui a Feira Gaúcha da Faca Artesanal no Calendário Oficial de Eventos do Estado do Rio Grande do Sul.


Segundo Turra, o projeto foi idealizado de forma conjunta com o Deputado Estadual Ernani Polo (Progressistas). “A faca é um dos símbolos do povo gaúcho, principalmente a Cutelaria Artesanal, que é uma arte que merece o nosso respeito e admiração. Por isso a relevância de se retomar este projeto do colega Ernani”, comentou Turra.


Entende-se como Cutelaria Artesanal Gaúcha o ramo da cutelaria praticada especialmente com o esforço e a habilidade artística manual, que expresse valores artísticos portadores de referência à identidade da comunidade gaúcha, sem grande auxilio de máquinas e sem produção em série.


O projeto coloca, também, no calendário oficial do RS, a Feira Gaúcha da Faca Artesanal, que é organizada anualmente pela Associação Gaúcha de Cutelaria (AGC).


Para o parlamentar o projeto de lei faz parte de um conjunto de iniciativas que terão como objeto a ALMA GAÚCHA: NOSSAS RAÍZES CULTURAIS. Trata-se deste Parlamento reconhecer e, portanto, valorizar os diversos modos de fazer, pensar, se expressar e viver o mundo pelo gaúcho. O maior patrimônio do Rio Grande do Sul é o seu povo, cuja riqueza imaterial vem da sua complexa e dinâmica composição multiétnica e do pluriculturalismo”, comentou o Deputado.


Compartilhe