Notícias

Empresas gaúchas aderem ao PIAA e investimentos podem chegar a R$ 12 milhões

01/03/2021

Seis empresas gaúchas já estão em tratativas avançadas para a adesão ao Programa de Incentivo ao Acesso Asfáltico do RS (PIAA/RS), de autoria do deputado Estadual Progressista, Sérgio Turra.

 

Para o parlamentar, o projeto é uma alternativa criativa e efetiva para que o Estado possa executar obras de pavimentação, tão necessárias para o desenvolvimento das regiões, usando a dívida de ICMS das empresas. “Temos cidades que esperam por essas obras há muitos anos. Agora temos uma alternativa, onde a iniciativa privada torna-se parceira do Estado e dessas comunidades”, disse.

 

Até o final de 2020, a secretaria de Logística e Transportes do Rio Grande do Sul teve sete projetos inscritos no programa, somando o valor de R$ 12 milhões em investimentos destinados às obras de infraestrutura. Para isso, os projetos ainda precisam de avaliação do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer/RS), da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) e da Secretaria dos Transportes.

 

A ideia também despertou interesse como modelo para estradas federais. Em reunião realizada ainda ano passado, Turra apresentou a iniciativa a representantes do Ministério da Infraestrutura e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT). 

 

Confira as seis empresas que aderiram ao PIAA

- Cooper Alfa (Três Arroios): acesso à unidade no distrito de Coxilha Seca. Investimento: R$ 1,38 milhão;

- Tramontina (Carlos Barbosa): rótula no entroncamento da RSC-453 com a BR-470. Investimento: R$ 3,7 milhões;

- Cooperativa Vinícola Aurora (Bento Gonçalves): investimento de R$ 3,9 milhões, divididos em dois projetos: implantação de rotatória e acesso ao empreendimento industrial, no distrito de Coxilha Velha;

- Santa Clara (Casca): acesso a Linha 15 de Novembro. Investimento: R$ 1,5 milhão.

- Plasbil (Tapejara): trecho asfáltico da ERS-430, entre Tapejara e Charrua. Investimento: R$ 1 milhão.

- Cotrijal (Não-Me-Toque): interseção no acesso da ERS-142 à Cotrijal. Investimento: R$ 400 mil.

 


Compartilhe