Notícias

“Governo Federal começa a tirar o Estado do cangote”, diz Turra

23/09/2019

Neste dia 20, entrou em vigor a lei da Liberdade Econômica, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro. As novas regras reduzem burocracias nas atividades econômicas com o objetivo de facilitar o empreendedorismo. “Considero uma das principais realizações do governo Bolsonaro. Com isso, o Governo Federal começa a tirar, como disse nosso presidente, o Estado do cangote das empresas”, elogiou o líder da bancada Progressista da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, deputado Sérgio Turra.


Pelas contas da equipe econômica do governo, a medida pode gerar 3,7 milhões de empregos e mais de 7% de crescimento da economia no prazo de dez anos no Brasil. “As mudanças darão maior segurança jurídica aos negócios e estimularão a criação de novos empregos”, explica o deputado.


Para o parlamentar, regiões com forte concentração de pequenos e médios empreendedores, como a região nordeste do Rio Grande do Sul, terão melhores condições para ampliar investimentos e gerar empregos para a retomada do crescimento. “Pequenos empreendedores, penalizados com os mesmos encargos exigidos a grandes empresas, serão os maiores beneficiados: terão maior liberdade para expandir. Só por isso, a nova legislação já merece o nosso aplauso”, disse.


“Quanto mais deixarmos a iniciativa privada trabalhar em paz, mais recursos os governos terão para investir em obras das quais nossas comunidades dependem. Assim melhoraremos a qualidade de vida dos moradores. Não podemos nos iludir: o Estado não gera riqueza. Quem gera riqueza são os empreendedores”, finaliza o parlamentar.


Compartilhe